"Imagino uma escola, lugar de sonhos e fantasias, onde o corpo, faminto de SABER encontre o SABOR da descoberta, o prazer de aprender..."

( Rubem Alves)

primeiro lugar no pódio




" Tenhamos em mente que educar é abrir caminhos, ultrapassar fronteiras, desbravar trilhas rumo aos novos horizontes.
Educar é uma via de mão dupla: tanto ensinamos quanto aprendemos.
Tanto doamos quanto recebemos.
Essa é a magia essencial que concede ao homem a sabedoria e a capacidade de superar-se a cada amanhã."
( Gabriel Chalita)





Medalha de ouro todos os dias para quem dedica a vida à educação.


Hoje sou Professora!

Ser professor é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo que ele lhe ensinou...
Ser professor é consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula que,
mesmo ocorrendo todos os dias, a cada dia é única e original...
Ser professor é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma,
transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender...
Ser professor é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado.
Ser professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do espetáculo".
Ser professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés...
Conheci muitos professores.
Cada um com sua identidade, características e sonhos.
Conheci professores exigentes e intransigentes.
Conheci professores radicais, hoje terminais.
Conheci os tipos simpáticos e camaradas.
Conheci os rabugentos, cheios de não-me-toques.
Conheci os esnobes, arrogantes, os prepotentes, os “espertos”, em franca extinção.
Conheci os dóceis, meigos, envolventes.
Conheci aqueles que sorriam querendo mostrar poder quando os alunos perdiam.
Conheci aqueles que vibravam e se emocionavam quando os alunos venciam.
E tirei de todos grandes lições. Entretanto, os que mais me marcaram foram aqueles me falaram com o coração. Com simplicidade, com paciência, com afeto. Aqueles para os quais podia apontar e dizer: estes são os meus amigos...
Aqueles que me permitiram entender que, não sendo super-homens, são, além de professores, homens e mulheres iluminados e pouco comuns. São simples e grandiosos. São, na verdade, pessoas muito especiais, para as quais, também, tenho orgulho de dizer: "Hoje eu sou professora!!!


O PROFESSOR ESTÁ SEMPRE ERRADO
Quando...
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia".
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.

Não falta às aulas, é um "Caxias".
Precisa faltar, é "turista"
Conversa com outros professores, está "malhando" os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama à atenção, é um grosso.
Não chama à atenção, não sabe se impor.


A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances dos alunos.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.


Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.

O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, "deu mole".

É, o professor está sempre errado mas,
se você conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

0 comentários:

Postar um comentário

COMEÇAR DE NOVO...

contador

Voltar para o topo